Mundo azul – Por Daniela Terehoff Merino

Desenho de Cláudia A. Terehoff Merino

Mundo azul

Certo dia, ouviu a frase: “Azul é a cor mais quente” e ficou fascinada. Resolveu testar. Acendeu uma das bocas de seu fogão e comprovou:

  • _ Não há dúvidas: azul é a cor mais próxima do centro. É onde o calor se faz mais forte…
    Foi então que teve uma ideia: fez um desenho e pintou-o todo de azul, esperando passar sentimentos calorosos com ele. Mas tal como o caso do chapéu-jiboia-elefante do Pequeno Príncipe, nenhum conhecido o entendeu. Por mais que a desenhista explicasse, todos só viam ali, em seu desenho, características como timidez, frieza ou solidão.
    “Que estranho…”, pensou ela, “Se o azul é comprovadamente uma cor mais quente do que o laranja ou o vermelho, então por que o meu desenho não parece ser o que esta cor representa, mas aparenta justamente o seu oposto? Por que ela parece tímida, sozinha ou triste e não uma pessoa amigável ou contente?”
    Foi neste dia que a jovem concluiu: nem tudo o que parece ser, de fato é.

Un comentario Agrega el tuyo

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Salir /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Salir /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Salir /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Salir /  Cambiar )

Conectando a %s