Carta e folhas soltas…

el

Por Miriam Costa Publicado en CronicArte

Ela pensava que não se comoveria com o que leria na carta, de um endereço imaginário, uma vez fabricado por uma figura que refletia o descaso. E acertou!
Nada ali nem a assinatura do próprio idiota lhe renderia qualquer compenetração, o que dirá afeição de fato. Se concentrou em dobrar o papel fazendo um avião que voasse… voasse… parando em outra parte!
Os pensamentos sobre aquela carta sem sentido, logo fariam sentido imprimindo o olhar atento para os sinais do passado e enquanto buscava alguma referência útil, lembrou de recuperar para si toda a verdade!
Decompondo aquelas memórias, se aproximou do espelho, girou o corpo rindo ante a insistência da vaidade, recordando que na época do homem a exaltação da beleza lubrificaria sua classe, resolveria os problemas. Depois se cansou disso e o ajudou à se retirar de cena.
Nas costas tinha tatuado alguns alertas = entre pensar e fazer existe O ABISMO. E seja!
Ela descreve o abismo com um odor que nos arranca de nós mesmos, uma reclamação contínua infernal, frases metálicas que ferem os ouvidos e que oxidam em nossas cabeças. Construções românticas confusas, almas na transversal sugando a criatividade de nossas cabeças!
O ABISMO não liga para sua estranheza! Ele é um vazio multiplicado com algumas florações de ânimo. Depois de anos, ela percebeu que tudo provinha de insigficantes químicas, carências e muita diversão, que nos afasta da avaliação primordial. FATALIDADE!!!!
Pena que não houvesse marcado no calendário o dia do sumiço daquele homem, queria celebrá-lo e retornar à realidade, as margens da praia que a acalmavam com ondas que iam e sorriam, assim como os afetos. Levantou os braços e sentiu o vento!
Todo despontar de alegria era o que ela queria para trocar com atrações que fossem interativas.
Ela sabia que nunca teve vocação para ser BICHO-DOMÉSTICO. Nem mesmo ser conduzida pelos instintos carnívoros da noite!
O seu pulsar lhe era por direito, entre linhas taciturnas gritava LIBERDADE enquanto suas sementes de pureza aumentavam a possibilidade de maior grandeza!

Todo o ser humano é incompleto.
Todo o presente é passado.
Toda a loucura vira matrix!…………………

Deja una respuesta

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Salir /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Salir /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Salir /  Cambiar )

Conectando a %s