Do verbo mentir muito imperfeito by Odilon

el
Falavam de águias, abutres e corvos, gavião carcará

Falavam de cobras, peçonha e mordidas no calcanhar

De outros falavam e coisas imundas mais sujas não há

Assim eram as línguas que iam criando a fala má

Iam dizendo e iam inventando montoeiras a pá

Cavavam mais fundo na rasa maneira de prejudicar

Aumentavam o buraco que ia se abrindo pra tentar derrubar

O buraco cavado foi indo e indo à caminho do mar

Cavavam, cavavam e de tanto cavar esqueceram do lar

Saíram às ruas falando, gritando e apontando olha lá

E ondas certeiras romperam as areias das línguas mais más

O buraco que tinha tentado armadilha formar

Encheu-se de água, de água de mar

E veio subindo na terra arenosa buscando a palavra que viria à boiar

Muitos nadavam, remavam, fugiam e iam embora da praia e do mar

Davam-se conta que a vida privada é melhor não espiar

Alguns se afogavam e água bebiam por ter boca aberta de tanto falar

Outros calavam e quietos seguiam por não ter mais vergonha e assunto inventar.

Deja una respuesta

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Salir /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Salir /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Salir /  Cambiar )

Conectando a %s