Desponderação ou Consideração

Por: Miriam Costa

Na imprudência a agitação, a cogitação de anular o rápido pensamento, logo depois a aceleração rítmica e um improviso para sorrir em meio ao atabaolhamento!
Dizem que a dor é cinza, parece que é disso que temos medo embora que ainda ninguém nos aponte todo estrago feito… a ansiedade acabou por mirar bem no peito e isso não é defeito!
Mais adiante, talvez daqui a alguns acontecimentos vamos todos descobrir o verdadeiro valor do sentir, desponderação ou consideração mas para mim o importante é respeitar sempre o que resistir! O que há dentro de mim que ninguém buscou… permanente hesitação entre o sonho e o sumiço de uma velha silhueta que nos faz baixar a guarda e a cabeça, resultando no fluxo rápido para os chakras do coração.
(Longas e silenciosas metamorfoses…)
A experiência do tempo nos cria alguns elos sem fadiga, onde reconhecemos a dádiva que em nós mesmos se abriga, cada fio de cabelo, cada pulsação e até a intenção sofrida, a mão estendida, a prática amiga, o pé, o passo, a fala, o subconsciente à meia voz…
Gestos curtos mas verdadeiros que exalto para coroar meus instantes, a força retomada dos deuses em mim refletida sobre a luz da mais afiada lâmina.

Deja una respuesta

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Salir /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Salir /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Salir /  Cambiar )

Conectando a %s