Voltar a ti como ler de trás pra frente

Por: Jenis Barcelar

tranquilamente como rio de água doce você me inundou 

me atravessou na grandeza do seu olhar maduro

que percorre meu corpo quente e voluptuoso

inclinado no arco do seu peito sinuoso e ofegante

por entre as coxas suas águas me molharam (de) 

felicidade que borrifa o cheiro de esperança 

do novo a nostalgia do que uma vez foi interrompido

graças ao peso de não saber o medo que faz afastar

(mas) com razão pois agora te reencontro mudada

graciosa e tocada pela vida 

você me vê como quem compreende e transmite a 

graça de te ler por inteira no recorte da sua pele

acinturada abaixo de ti te seguro forte através (da)

latência ardida em te transpassar

fico mordida solta e profundamente presente 

com seu peso em meu colo que se encaixa

tão bem nas curvas do quadril da pressão 

beijo forte e perigoso aos lábios

no seu cheiro e no seu olhar imenso eu volto

pra casa ao te levar pra minha cama

LER DE TRÁS PRA FRENTE COMO VOLTAR A TI!

Anuncio publicitario

Deja una respuesta

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Salir /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Salir /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Salir /  Cambiar )

Conectando a %s