21 filmes nacionais que você precisa conhecer, segundo diretoras brasileiras

por Luísa Pécora Itaú Cultural Listas com dicas de filmes são tão populares quanto controversas: enquanto alguns valorizam esta espécie de curadoria promovida pelas publicações sobre cinema, outros se incomodam com as omissões, limitações e repetições que sempre acompanham este tipo de conteúdo. O mesmo vale para o caso específico dos rankings dedicados a filmes…

Anderson Lucarezi: 100 poetas brasileiros

Anderson Lucarezi: Constelário (2016) sequer o céu é sincero: a estrela que cintila não é a estrela que cintila, visto que, na real, imagem antiga. o escuro que anoitece não é o escuro que anoitece, visto que, de onde vem, já se fez brilho. iria, eu, de volta, fosse aceito, a um céu do presente…

Que mistério tem Madalena?

Por João Silvério Trevisan / Itaú Cultural Na peça Um bonde chamado desejo, de Tennessee Williams, a personagem Blanche Dubois, deslocada no mundo, entrega-se aos enfermeiros que vão levá-la num furgão para internamento manicomial e comenta, com pungente melancolia: “Eu sempre dependi da bondade de estranhos”. Essa cena inesquecível me ocorre a propósito de Madalena…

Hang Ferrero: 100 poetas brasileiros

Editar A MasticadoresBrasil terá o prazer de publicar 100 poetas nos próximos 100 dias. Nós convidamos você a ler e compartilhar com seus amigos. E aproveite esta experiência interessante. Hang Ferrero : Barbarie alguns dos meus versos, foram bestialmente decapitados, no paço–herético–municipal. ainda podem ser vistos por lá, no lóbulo frontal da guilhotina. sobrou pouca…

O que sente este desenho? 

Ilustração: Cláudia A. Terehoff Merino (@caucauilustra) Texto: Daniela S. Terehoff Merino Passei um tempão olhando este desenho, tentando decifrar o que ele sentia antes de atrever-me a escrever algo: o que estaria este Mico-Leão sentindo, afinal? Talvez sentisse tristeza por toda a sua raça, quase exterminada com a devastação da Mata Atlântica… Ou talvez —…

LADAINHA: Poemas de Salgado Maranhão

Não secarás as raízes do teu sopro no abismo da noite púrpura; não seguirás o fantasma que atravessa os trilhos; não cantarás aos muros de arrimo tua fantasia de pássaro. Escarpado é o chão dos teus sapatos; escarpado é o azul rabiscado de estrelas; escarpada é a rima que lateja a alegoria da palavra. Salgado…

Brasil! by Hang Ferrero & j re crivello

Olá Juan. Dias difíceis por aquí Hang Ferrero Este escueto mensaje de un gran poeta brasileño, me recordó que esta Pandemia nos cubre de dificultades, de dolor, de sorpresas ante las dificultades diarias. Brasil, una gran sociedad, libre, animada, llena de la sabiduría ancestral que pasa un mal momento. Podría echarle a la culpa a…