Regurgitando

Por Dani Raphael Tem horas que cansa ter que carregar os problemas e as culpas do mundo nas costas, Ter que estar em pé as 6h da manhã com um sorriso falso estampado na cara, tentando disfarçar dentro da boca, a comida da noite passada que ainda não foi digerida. Regurgitando, regurgitando, Regurgitando. Tem horas…

Lupin

Por Dani Raphael E se de repente o tempo parasse no milésimo de segundo anterior ao do exato momento em que nossas escolhas nos trouxeram até aqui, será que teríamos a expertise de dar um passo ao contrario do dado anteriormente, será que ao invés de nos sentarmos, levantaríamos e sairíamos pela porta, será que…

Palhaços

Por DANI RAPHAEL Tem dias que a gente acorda com uma vontade imensa de dar um basta, coloca um sorriso no rosto e se maquia, e então nos damos conta que toda aquela  maquiagem não passa de uma pintura de palhaço. A gente diz que tudo vai dar certo, que lá no horizonte se encontra…

Renascida

Por Dani Raphael Todas as manhãs ela renascia, como o sol renasce depois de uma noite inteira decifrada em imensidão, trazendo o fardo de ser apenas o seu nome, assim como o sol também não é nada  além do Seu. Todas as manhãs,  renascida em seu nome, Renata caminhava, pelas mesmas ruas já conhecidas dentro…

FILHA DE OXUM

POR DANI RAPHAEL Sou feitas das águas Que habita Oxum Não me contento com pouco E não me represo por nada Sou daquelas cobras criadas Que serpentei nos rios E que dança na terra Sou tudo que de mim escorre E que eu transborde, transborde, transborde.

Mundo Mudo

by Dani Raphael Estou me dando a chance de experimentar o silêncio, o silêncio das minhas falas, das minhas falhas, das minhas culpas, o silêncio da minha dor. Estou me dando a chance de não sentir, ou simplesmente fingir para mim mesma que não sinto e está tudo bem. Hoje não quero vitrolas ecoando ruídos,…

Léo, o rei da floresta

Por Dani Raphael   O céu já estava alaranjado Quando dona onça saiu da sua toca e foi tomar seu banho La no riacho _mas que barulho é esse, pensou dona onça toda assustada, parece o choro de um gato E dona onça,  com seu faro e seus ouvidos aguçados Passou a procurar entre as…

Absurdo

Por Dani RAPHAEL Estou aqui olhando para o absurdo da minha alma impura Que anda vagando sozinha pelas ruas Tentando vomitar nas sarjetas Tudo que a adoeceu Foram pílulas de medos e constrangimentos Injetadas de palavras amargas Dentro de um soro espesso No qual diziam ser o veneno do meu eu Mas se fosse meu…

Flavia

By Daniele Helena Flavia, em sua sacada, todas as noites bebia da sua vida como alguém quem bebe um bom vinho em um copo de vidro, sem se importar com a temperatura do líquido,  sem diferenciar em suas glândulas gustativas, o teor do álcool, ou a qualidade da uva. Sempre na mesma rotina, o banhar-…

Gabriel, Gabriela

Por Dani Raphael (link Blog) Gabriel, Gabriela, Gabi, Biel, ou Simplesmente Bel, sendo apenas, seu ser, seu estado, seus relatos, suas lutas e sua dignidade Biel, Gabriel, Gabriela, encoberto por panos largos, enquanto ainda não se reconhece em seus retratos, em seu espelho que implora para que o mantenham embaçado Gabi, Gabriela, Gabriel, social, biológico,…