Às vezes em conversa comigo mesmo…

Por: Alberto Cuddelhttps://albertocuddel.wordpress.com/sobre/ Quantas vezes eu mesmo, que rio de tais seduções da distracção, encontro-me supondo que seria bom ser uma celebridade, que seria agradável ser paparicado, que seria colorido ser magistral mas não consigo visionar-me nesses papéis de píncaro senão com uma gargalhada do outro que eu imagino sempre próximo… assim sou eu… que me aplaudo…

O deserto

Por: Aline GoffmanInstagram @alinegoffman Voa areia, melodia. Com poeira, poesia. Marcha a vida, calmaria… e assim nasce o dia: Uma letra no papel quando olho para o céu, Vento, venta carrocel com seu beijo cor de mel. Ela chega, sereia e toma banho de areia, Pegando sol, fugindo do anzol…. Desse deserto quero estar sempre…