Quem? by Hang Ferrero

quem me ouviria, dentre os loucos, se eu gritasse aos pés da terra–mãe, senão os raros, de fato, poucos?

O humor nos tempos da cólera

By Kil Abreu Itaú Cultural “O riso libera o aldeão do medo do diabo, porque na festa dos tolos também o diabo aparece pobre e tolo, portanto controlável. Mas este livro poderia ensinar que se libertar do medo do diabo é sabedoria” [Umberto Eco em O nome da rosa (1980 – tradução de Aurora Fornoni…

Garotas dulcificadas

Por Miriam Costa Durmo numa cama estreita com um colchão desbotado onde minha vigília reina, me inclino e olho pelo quadrante da janela, vejo o sol morrer!Com pressa chegou a noite, que as vezes, parece eterna quando nos recordamos de velhos repertórios que foram ensanguentados pela vida.Não farei mais parte dessa lembrança morna como o meu…

Osun Janaína

by Lìvia Nàtalia Descobri que, para mim, ser mulher basta. Para puxar véus, Levantar saias Pintar as unhas de vermelho feroz – mesmo que seja só para depois dizer: para. Ou ver a dança des-contínua do seu corpo sobre o meu (o meu oposto) Pelo espelho que se emancipa das paredes deste quarto e desta…

Curioso By hang Ferrero

curioso… da minha janela, vejo o tempo avançando cada vez mais turvo. abro mão, um pouquinho a contragosto, dessa ideia de juventude eterna e recorro aos belos aros prateados dos meus óculos pra amenizar o obscuro. vale lembrar, que a minha acuidade visual não mudou nada, em comparação aos meus longínquos 28 anos. pasmem; no…

Cores | Este texto é vermelho – e agora? Isso assusta ou atrai?

Cores é a sexta série produzida aqui no site que destaca produções de artistas presentes na coleção de obras de arte do Itaú Cultural. A cada publicação, são apresentadas obras variadas, mobilizadas por uma cor primária. Siga esse ciclo também pelo Instagram. por Duanne Ribeiro By Itaú Cultural Brasil é vermelho. Brecillis, bersil, brezil, brasil,…

Soneto das mil faces 

Ilustração: Cláudia A. Terehoff Merino                                                                       Texto: Daniela S. Terehoff Merino Há mais de um rosto sobre este papel: um triste,…

Do nosso sangue by Odilon Machado de Lourenço

Andamos nos caminhos vendo flores morenas Os olhares dos milênios no sangue da América Somos o desenho riscado ao luar da esperança Atravessamos as brisas, os dias de sol… Batemos sempre forte por livres amanhãs Não perdoamos os que deixaram abatidos nossos antigos irmãos que diziam que a terra não havia de ser vendida Que…

Sinfonia de Saudade by Jenis

Tenho uma música pra cada amor aguardando e ressoando em cordas elas pintam uma graça e fazem eu querer dançar E eu danço Me entreguei aos sons mais palpáveis que os paixões sóis e luas passada de minha vida deixadas somente para a nostalgia para a saudade que grita em mim Mas não me engano…