Desponderação ou Consideração

Por: Miriam Costa Na imprudência a agitação, a cogitação de anular o rápido pensamento, logo depois a aceleração rítmica e um improviso para sorrir em meio ao atabaolhamento!Dizem que a dor é cinza, parece que é disso que temos medo embora que ainda ninguém nos aponte todo estrago feito… a ansiedade acabou por mirar bem no…

Geografia humana

By Miriam Costa Por Miriam Costa Tua culpa parece um chicote velho.Teus olhos em hemorragia por ver tudo cruel.Tua voz anda fraca pela contenção da realidade.Do teu peito escorre sangue em castigo.Não tenho sobrenome nem porquê ser infiel, dizem por ai que sou assertiva e que minha criatividade foi tirada do ócio dos anjos. Dizem que…

Notas para o coração

Por Miriam Costa Coração: Em tuas veias sagradas corre o sangue venoso de cor aprofundada para outros corações mal retratados e abandonados, que surgem mas não ficam… por vezes habitam o meu lado de fora!Este músculo ativo dança contra os sinais do pecado em meio a uma quantidade enorme de olhos vendados, punidos e exilados pelo…

Profundamente influenciada pelas sensações…

By Miriam Costa As sutilezas acendem as idéias e nos deixam livres das migalhas dos poetas, o interesse é primo das utilidades físicas e não gosta de filosofias fracas. Arrependimento não é pura distração, acredite quem quiser, estou no conforto de um sonho, onde rio histericamente por estar livre!Estar livre para ser como farol distante,…

Carta e folhas soltas…

By Miriam Costa Ela pensava que não se comoveria com o que leria na carta, de um endereço imaginário, uma vez fabricado por uma figura que refletia o descaso. E acertou!Nada ali nem a assinatura do próprio idiota lhe renderia qualquer compenetração, o que dirá afeição de fato. Se concentrou em dobrar o papel fazendo…

Carta e folhas soltas…

Por Miriam Costa Publicado en CronicArte Ela pensava que não se comoveria com o que leria na carta, de um endereço imaginário, uma vez fabricado por uma figura que refletia o descaso. E acertou!Nada ali nem a assinatura do próprio idiota lhe renderia qualquer compenetração, o que dirá afeição de fato. Se concentrou em dobrar o…

Desperdício… By Miriam Costa

Minha riqueza é minha palavra, meu cárcere o silêncio.Horas escassas que duplicavam nossos sentimentos, nunca entramos numa conversa que nos levasse a nada.A vida é um idioma, os encontros aleatórios são invocados no passado, meus pensamentos voam mansos como os segredos que vão se lendo…Com um sorriso a moça apresenta outra que me tatuou nos…

Escuta:

Por Miriam Costa (link Blog) Até a carne verter toda arte continuaremos nesse ritmo alucinante, que num estalar de dedos nos coloca frente a frente como errantes mas eu sempre procuro os meus iguais, com dores, ofícios, gatos, sarcasmo, tatuagens e risos, aqueles que erguem a coragem como uma meta de sobrevivência totalmente capaz.Estranhos com anzóis…

Garotas dulcificadas

Por Miriam Costa Durmo numa cama estreita com um colchão desbotado onde minha vigília reina, me inclino e olho pelo quadrante da janela, vejo o sol morrer!Com pressa chegou a noite, que as vezes, parece eterna quando nos recordamos de velhos repertórios que foram ensanguentados pela vida.Não farei mais parte dessa lembrança morna como o meu…

Visões… by Miriam Costa

Por Miriam Costa & Cronicarte blog Bendita visões daquele que encontrou sua alma brotando da terra, enquanto o céu, formoso arquiteto, construiu um berço de estrelas para todos sem teto.Benditas visões de esperança transformando o caos em risada sem gênero, tempo de justiça é para todos os momentos, à espera do grito de força que só…