Dízimo by Mozileide Neri

Décima parte deve ser entregue,contribuição voluntárianão existe. Na igreja tem contribuição,no morro tem encargo,no bairro tem taxa,o tributo tem valor imposto. (1) Mozileide NeriSagrado coraçãoAcrílica e nanquim sobre papel48,5 x 66,5 cm2011Acervo particular de Daina Oliveira (RJ).Pintura livremente inspirada na letra de música homônima da banda Legião Urbana.

Delírio – by Mozileide Neri

Delírio Eu quero uma palavra que me mate. Pode ser uma palavra já morta. Úmida. Sem significação literal. Eu quero vestir paredes nuas. Abrir portas côncavas. Fechar janelas opacas. Rasgar vidros.

Minhas cidades II – Mozileide Neri

Minhas cidades II Macapá não te deixa ir embora, o calor de Palmas aquece todos os tipos de pele, em São Luís os azulejos portugueses não falam brasileiro.

Pátria amada – Por Mozileide Neri

Pátria amada o Brasil não foi descoberto foi invadido. Torturado durante a ditadura militar, continua sendo roubado todos os dias. Sobreviveu ao Covid-19, mas continua acamado lutando para não morrer.

Sobrecarga visual – Por Mozileide Neri

Sobrecarga visual Histórias narradas por imagens mal contadas o sorriso editado a paisagem recortada o enredo repetido a sobrecarga visual filtram os dias cheios de tédio.