Texto pandêmico | iorubá by Hang Ferrero

pra me afastar um tanto dos sete escudos do meu canto, encaixo um zumbi (do) nas orelhas. tudo feito pra ficar bonito; brinco(s), de estrela. pra saída; o raiar o dia: bom pra dar de língua pr‘esta vida, até o bocejar do anoitecer e, pra funcionar bem certinho, sem grilos, sopro fininho, uns cânticos que…