Haicai: Feita de azul

Texto e ilustração: Daniela S. Terehoff Merino Afogo-me em sonhos Tecidos de céu e mar Procuro o infinito.

flexibilização

By Hang ferrero não há meio quando auto-centrado. não pareço e não me parece claro se são monstros, santos ou demônios vestidos em trajes de gala, sentados à minha frente e quando tudo me é ego, vociferam os gárgulas do outro lado. não estou certo, se tudo é apenas corpo, se alma é só literatura….

Beatriz Rocha: A mulher grande

Beatriz Rocha é historiadora formada pela UNICAMP e escritora em trânsito entre São Paulo e Minas Gerais. Tem experiências em educação popular, curadoria de artes visuais e consultoria cultural. Já publicou poemas e contos na Revista Desvario, Revista Toró e Antologia Subsolo. A Mulher Grande (Editora Urutau, 2021) é seu primeiro livro. Os poemas a…

Encontros com a nova literatura brasileira contemporânea: Thiago CostaBy Itaú

A série Encontros com a nova literatura brasileira contemporânea apresenta o trabalho de escritores da cena literária recente, com uma seleção atenta à produção de todas as regiões do país. Neste ciclo, a curadoria e a apresentação são da pesquisadora Fabiana Carneiro da Silva. Enquanto escrevo esta ligeira apresentação da literatura encantatória de Thiago Costa, cai uma chuva vibrante…

 Descobrir-me by Daniela S. Terehoff Merino

Ora sou girassol, ora flor de lírio; Ora sou fada, ora serpente; Às vezes anjo, às vezes bela… Às vezes, também, besta fera. Sou livro aberto, Diário secreto, Folha em branco Texto em cores, Matraca, Silêncio, Mar, Deserto. Sou…? Se estendo minhas pétalas em direção ao sol ou se abraço o amor puro; se levanto…

Para te ver de novo

por Jenis queria te escrever palavras doces sinceras enquanto te perco de vista por um instante um momento não suportado pelo pequeno e eterno tempo que meus olhos passam longe dos teus e ao encontrar seu brilho lacrimoso novamente logo me voltaria a sorrir por entre as vírgulas do poema

A poesia às vezes é um vômito inesperado by Naomi Lustosa

Ultimamente tô meio ruim em palavras escritas, apesar de ainda ser muito daspalavras faladas. Talvez seja a semana cheia de oposições e toda luminosidade da Luacomplicando processos já complicados. Pode ser também que seja o tempo de cuidarde outros lugares por onde a palavra permeia. Ser cor antes de ser palavra. Ser som antes de…

o tempo by Hang Ferrero

eu me recuso a empreender esforço pra alcançar, conscientemente, a precarização da vida. um desperdício; diante da pele fina que cai diante dos meus olhos ao fim de toda tarde. é que graceja este sol, querendo ser sol. o ácido d’um estômago que corrói metais. também o sal. o cérebro processando o dia durante o…

Desejos por Jenis

queria matar a mão frouxa queria matar o cortisol que chega aos poros queria matar os lábios cerrados o vestido apertado o controle que foge aos olhos as pausas hoje em dia permanecem por mais tempo que o passar do café mais do que suficiente para esquecer da escrita para me fazer perder nas feridas…