Família by Priscila Monteiro Santos

Link blog Priscila O que é a família? Até hoje não houve quem me pudesse explicar, se família é onde se nasce o sangue que corre em nossas veias, ou se família são aqueles que com o passar dos anos aprendemos a amar… o que é a família? Quem instituiu o que é a família,…

A sinestesia do afeto – Por Priscila Monteiro Santos

A sinestesia do afetopor Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com) Ele olhava os olhos da garota em sua frente, mas não enxergava nada. Sentia o cheiro do seu perfume, mas não reconhecia o odor, ele, tocava em sua pele, e nada podia ser acionado para reconhecer a sensação; ela por sua vez, via na cor dos olhos…

Graça – Por Priscila Monteiro Santos

Graçapor Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com) Não escrever deixa um peso no corpo… e eu nem sabia que era possível uma palavra pesar tanto, mas hoje, me peguei pensando incessantemente no sentido da palavra merecer, merecimento, escutei muito o termo “você merece” “você mereceu” “ela mereceu” e etc; e de repente hoje me deparei com outros…

Um dia…- Por Priscila Monteiro Santos

Um dia…por Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com) Um dia sem perceber a gente volta a sorrir, não é que não haja mais lagrimas e nem que a tristeza tenha se dissipado completamente, não é que a lembrança tenha morrido e nem que a ausência não cause mais dor, mas simplesmente a gente sorri, ri da piada…

Azul aviador – Por Priscila Monteiro Santos

Azul aviadorpor Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com) Brigas de família, e a menina desce a escada segurando a barra do vestido que é muito comprido e florido enquanto as chinelas fazem barulho ao tocar cada degrau, como se fossem fortes marteladas no cair da noite. Ela passa a porta e segura a maçaneta, derruba algo que…

Cantigas de ninar – Por Priscila Monteiro Santos

Cantigas de ninarpor Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com)                                Meu Deus eu queria explicar, mas ainda não fui capaz de entender, ver aquele pequenino ser, ali comigo, só eu e ele, e ele dependente totalmente de mim, o que foi isso? Eu tive medo, tanto medo, medo de errar do começo ao fim. Estávamos ali, apenas…

Entrevista a colaboradora de Masticadores: Priscila Monteiro

Masticadores-¿Desde cuándo escribes? Puedes explicarlo en pocas líneas y en qué ciudad vives. Escrevo desde que aprendi a escrever lá no primário, escrevia diários e poeminhas, nunca parei de escrever, escrevo para respirar. Sou de São Paulo capital. Masticadores-Consideras que en la actual Pandemia, la soledad influye en tu red de contactos y en la…