A jornada do guerreiro – Por Chilo


Dentro do homem havia anos de luta
Tempo contado no olhar, na postura, no silêncio
Caminhara na sede dos desertos
À mercê das intempéries enxergou os olhos da morte
Sua bravura contava demônios passados na espada
Um chamado lutou dentro do âmago por muitas luas
Vivências trouxeram seu olhar para dentro de si
A voz da paz banhou-o com o aço dos fortes
Ergueu-se poderoso ao conhecer-se
Pele de serpente renasceu os poros do homem
Mãos anciãs lhe deram capa aos ombros
Os olhos da mulher coragem para a luta
Por ela, a princesa do seu reino, as ganas dos seus braços abrindo mundos
Aos bravos a luta honrada
Aos inimigos enfileirou a queda
Dragões tombaram pelas mãos do guerreiro
Sua espada abriu horizontes no caminho.

Un comentario Agrega el tuyo

Deja una respuesta

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Salir /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Salir /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Salir /  Cambiar )

Conectando a %s